Ir para conteúdo

Biblioteca

Correlação

O que é correlação?

Ir para a transcrição do vídeo

Transcrição

00:00 a 00:09 (Vinheta de abertura)

Imagem: Vinheta de abertura. Sobre fundo branca, a logomarca da Fundação Itaú Social aparece com efeitos de animação gráfica, ao centro. Os elementos se dissolvem da tela e um novo fundo aparece. Dessa vez, a textura é de papel reciclado. Usando efeitos de animação, a mão direita de um adulto entre em cena segurando a frase “O que é Correlação?” e a deixa ao centro da tela. Na sequência, a mão esquerda desse adulto traz em cena uma ilustração de uma cegonha, deixando-o ao lado esquerdo da frase anterior. Após alguns segundos, essas mesmas mãos retiram ambos os elementos de cena, deixando apenas o fundo de papel reciclado.

00:10 a 03:11 (Animação Gráfica)

Imagem: Clipe de animação gráfica, com várias ilustrações que hora entram ou saem de cena, fazendo composições da tela e interagindo com textos e números. Ao final de toda a animação, a tela fica toda branca e a logomarca da Fundação Itaú Social volta a aparecer com efeitos de animação gráfica, ao centro.

Áudio do Clipe: Um grupo de cientistas da Alemanha realizou uma pesquisa, monitorando o número de nascimentos de bebês e o número de cegonhas, entre 1970 e 2000. Perceberam um declínio nos dados de 1971 a 1985. A partir disso, houve um leve aumento dos números de 1985 a 1993. De 1993 a 2000, seguiram em um patamar de estabilidade. O estudo mostrou que o número de bebês e o de cegonhas caminhavam na mesma direção. Se, quando diminui o número de cegonhas, também diminui o número de nascimentos; e, quando aumenta o número de cegonhas, temos mais bebês, o que é possível concluir? Isso significa que o número de cegonhas influencia o número de nascimentos? Na segunda metade do século 20, a redução do número de cegonhas na Alemanha pode ser explicada pela urbanização, instalação de fios de alta tensão, barulho e poluição. O discreto aumento na população de cegonhas que veio a seguir pode ser explicado pela modernização das técnicas agrícolas e a redução do uso de agrotóxicos, que diminuiu o impacto sobre o meio ambiente e os ecossistemas. Os novos hábitos da vida urbana também podem ter levado a uma diminuição na taxa de natalidade naquela região. A vida na cidade e a maior inserção das mulheres no mercado de trabalho podem ter afetado a dinâmica das famílias e o número de filhos, ou seja, a urbanização foi um fator comum que influenciou de modo parecido essas duas variáveis. A taxa de natalidade na Alemanha e o número de cegonhas eram causados pela urbanização naquele momento e, por isso, estavam correlacionados entre si. Para saber se de fato as mudanças e as transformações observadas são resultado de uma determinada ação é necessário estabelecer o sentido de causalidade. Dessa maneira, é possível afirmar se as mudanças observadas são de fato resultantes de uma determinada ação ou se aconteceriam de qualquer forma devido a outros fatores que estão ocorrendo ao mesmo tempo. A variação do número de cegonhas e do número de nascimentos foi consequência da urbanização, ou seja, a urbanização causa cada um desses eventos. Por outro lado, bebês e cegonhas estavam correlacionados, mas não têm uma relação de causalidade.